21 de abril de 2021 - 18:32

? ºC Cuiabá-MT

Política

08/12/2020 11:04

Emanuelzinho critica falta de apoio do MDB e Janaina Riva rebate: "Está magoado com surra política em VG"

O deputado federal Emanuel Pinheiro Neto, mais conhecido como Emanuelzinho (PTB), criticou na noite desta segunda-feira (7), a falta de apoio político do MDB nas eleições municipais em Cuiabá. Seu pai, o emedebista Emanuel Pinheiro foi reeleito, em segundo turno, no último dia 29.

"O MDB optou por não se manifestar nas eleições em 2020 na capital, não importa qual seja o seu motivo, com raras exceções, esse foi o posicionamento. Uns ficaram neutros, outros ficaram contra. Esse é um fato. Agora, pós eleição todos querem discutir, dar opinião, e ajudar a conduzir. No entanto, é um fato passado. Vamos olhar para o futuro", disse por meio de uma publicação no Facebook.

De acordo com Emanuelzinho, aqueles que tiverem a verdadeira consciência de que Cuiabá está acima de qualquer pequenez, briga por espaços, ou para se bater o martelo sobre quem está certo e quem está errado, se apresentará para ajudar não com palavras e discursos, mas com ações e com trabalho.

"Portanto, não se prenda a discussão de uma meia dúzia que pensa mais em si e no próprio umbigo, com suas demandas eleitorais. Se preocupe com seu grande amor, que é Cuiabá, e abra as portas para quem ajudar de verdade, e aqueles que desejarem insistir em picuinhas, deixe-os falando sozinho", afirmou.

Falta de legitimidade

Por outro lado, a vice-presidente estadual do MDB, a deputada estadual Janaina Riva disse que Emanuelzinho não tem legitimidade de falar sobre os assuntos internos da sigla e que ele se mostra magoado com a “surra política” que levou do MDB de Várzea Grande. O deputado concorreu como prefeito do município em 15 de novembro, mas foi derrotado nas urnas.

“O trauma político causado em Várzea Grande, talvez seja razão para tamanha insensatez e pequenez ao se referir ao maior partido de Mato Grosso que fez 23 prefeitos, inclusive o prefeito da Capital”, disse Janaina por meio de nota.

Conforme a deputada, Emanuel Pinheiro recebeu R$ 1 milhão do MDB nacional e R$ 400 mil reais articulados pelo presidente, o deputado federal Carlos Bezerra do fundo partidário.

“A atitude de opinar sobre o partido alheio mostra a imaturidade do parlamentar. O MDB possui 2 deputados federais, 3 deputados estaduais, 1 secretário de estado, prefeitos, vereadores e milhares de lideranças. Sobram no partido maturidade e experiência para definirem os rumos a serem tomados. Tornando a preocupação do deputado inócua e sem sentido”, ressalta.


Copyright  - A Noticias de HJ - Todos os direitos reservados  - contato@noticiasdehj.com.br