25 de novembro de 2020 - 01:38

? ºC Cuiabá-MT

Destaque

19/11/2020 11:12

PT não declara apoio a candidatos do segundo turno em Cuiabá, mas pede voto contra Abílio

Em carta aberta aos eleitores e filiados, o Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) de Cuiabá orientou seus eleitores a votar contra o candidato Abílio Júnior (Podemos) no segundo turno das eleições. A decisão foi tomada e anunciada na quarta-feira (18). 

No documento enviado pelo presidente da sigla em Cuiabá, Bob Almeida, o PT faz críticas a ambos os candidatos e não declara apoio a ninguém, mas o pedido é que os eleitores votem contra o candidato Abílio.


O PT chega a acusar Abílio de usar a verba de gabinete, do mandato de vereador, para fazer campanha, entre outras coisas.

“A forma desrespeitosa e destemperada como o vereador exerceu seu mandato, usando dos recursos públicos, da verba de gabinete para disputar as eleições, as denúncias de familiares fantasmas na Assembleia Legislativa são provas da hipocrisia do discurso de combate à corrupção que utiliza para justificar sua violência contra as instituições, contra as mulheres e contra os servidores públicos”, diz trecho do documento.

Outra acusação feita pelo partido é que, Abílio representa a ‘extrema direita’ em Cuiabá e não teria capacidade de governar a cidade. Ainda no entendimento dos militantes, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), que disputa o segundo turno com Abílio, traz consigo o fisiologismo, o clientelismo e o uso dos recursos públicos atendendo interesses privados”.

Além disso, na carta os dirigentes do PT também lembram que o partido de Emanuel é parte da base de sustentação do governo Bolsonaro no Congresso.

Ao criticar os dois, os membros do PT concluem que nenhum dos candidatos tem o aval do partido, mas o ideal é votar contra o candidato do Podemos. “Diante desse cenário criado no segundo turno, O PT orienta o voto contra a candidatura de Abílio”.

O partido termina o documento dizendo que, independente do resultado, será oposição na Câmara Municipal, onde conta com a vereadora eleita Edna Sampaio, oitava candidata mais votada para o Legislativo.

“Independente do resultado do segundo turno, ao PT caberá a oposição qualificada, fiscalizará com firmeza o uso dos recursos públicos e, representará com altivez os interesses da classe trabalhadora de Cuiabá, na Câmara Municipal”, conclui o documento.

No primeiro turno, o PT disputou a prefeitura com o candidato Julier Sebastião. Ele obteve pouco mais de 8,4 mil votos, o que computou 3,13% dos votos dos cuiabanos. 


Copyright  - A Noticias de HJ - Todos os direitos reservados  - contato@noticiasdehj.com.br